ONG cria projeto para condomínios trocarem lixo reciclado por dinheiro

Segundo a entidade responsável, 320 edifícios já aderiram à iniciativa

06/08/2018 - 17:47 - Atualizado em 06/08/2018 - 17:48

Coleta de lixo limpo ocorre nos bairros de Santos apenas uma vez por semana (Foto: Carlos Nogueira/AT)

Lixo reciclável em Santos vale dinheiro. O projeto Clube do Condomínio é mais uma iniciativa para ajudar os administradores de prédios residenciais a reverter os resíduos reutilizáveis descartados pelos moradores em dinheiro vivo.

O projeto funcionará de maneira semelhante a outros que já existem, como o Programa Recicla+Santos. A ação está sendo desenvolvida pelo Instituto BioSantos, organização não governamental atuante há dez anos na coleta seletiva de óleo de cozinha.

Segundo Roberto Coutinho, presidente da entidade, o objetivo é estimular a reciclagem e, também, possibilitar que condomínios descartem lixo limpo mais de uma vez por semana. “Muitos prédios não têm nem espaço para acumular os resíduos, conforme observamos em pesquisas na fase de estruturação do projeto”.

Hoje, a coleta oficial, mantida pela Prefeitura, tem periodicidade semanal. “Já é de conhecimento, através de pesquisas, que metade de todo o lixo descartado poderia ser reciclada”.

A quantidade de resíduos coletados em Santos representa apenas 8% de todo o lixo orgânico produzido pelos santistas e levado para o Aterro Sanitário do Sítio das Neves — portanto, ainda há muito material jogado no cesto errado.

Desde o 2017, quando passou a valer a Lei Complementar 952, quem mistura lixo reciclável com orgânico pode pagar uma multa que varia de R$ 50 a R$ 500, no caso de pessoas físicas; até R$ 2,5 mil, nos casos de pequeno gerador comercial; até R$ 10 mil quando pequeno gerador doméstico e até R$ 50 mil quando grande gerador comercial.

Como será

O projeto fará coleta duas vezes por semana nos prédios residenciais que aderirem ao Clube do Condomínio. A ONG oferecerá contentores. Cada quilo equivale a um biocoin, cujo valor é de R$ 0,20. Com 5 mil biocoins, revertidos em R$ 1 mil, o edifício pode solicitar o dinheiro, que será recebido por meio de cartão pré-pago — o valor pode ser utilizado da forma que se desejar.

O projeto já tem a adesão de 320 condomínios. Haverá um espaço para triagem e beneficiamento do material recolhido. O Clube do Condomínio oferece, ainda, descontos no comércio aos prédios, em estabelecimentos como lojas de material de construção e prestadores de serviços de manutenção.

“Criamos também um clube de vantagens para os moradores. Eles terão descontos em estabelecimentos parceiros como lojas, mercados, cinemas, farmácias”, conta. Já são 80 parceiros dispostos a oferecer benefícios e, com isso, divulgar seus negócios. O cadastramento para adesão ao projeto é feito no site www.clubdocondominio.com.br.

Desde junho, o Recicla + Santos tem parceria com os três supermercados do Grupo Varandas na Cidade. O posto fixo de entrega de recicláveis funciona de segunda a sexta, das 8 às 17h, na Rua Vergueiro Steidel, 352, ao lado da rampa de descida do estacionamento do Praiamar Shopping, na Aparecida.

* Com informações de Bruno Guedes.

LEIA MAIS

<