Cartórios eleitorais fazem plantão para dar conta do movimento

Faltam apenas 10 dias para quem precisa regularizar sua situação

24/04/2016 - 10:36 - Atualizado em 24/04/2016 - 11:02

O movimento nos cartórios eleitorais de Santos, que estão funcionando neste domingo (24) das 9 às 18 horas, aumentou nas últimas semanas. O motivo é a proximidade do fim do prazo para quem precisa regularizar sua situação ou tirar o título de eleitor pela primeira vez. Mas o cadastramento biométrico, embora não seja obrigatório para este ano, deve contribuir para que muita gente enfrente filas nos próximos dias.

“A procura tem sido muito grande, mas também por pessoas que não precisam. Gostaríamos de dar prioridade a alistamento e transferência”, diz Michelle Veiga Rodrigues, chefe do cartório da 273ª Zona Eleitoral de Santos. 

Como a biometria ainda não será exigida nas eleições deste ano, quem quiser fazê-la terá de agendar

 

 

Desde o último dia 4, os cartórios eleitorais de todo o Estado estão funcionando de segunda a sexta-feira e nos fins de semana com o horário ampliado (das 9 às 18 horas). O objetivo é atender eleitores que precisam tirar o título pela primeira vez, fazer transferência ou regularizar a situação por não ter votado nas últimas eleições.

Quem não fizer isso até o dia 4 de maio não poderá votar no pleito municipal, marcado para 2 de outubro. O problema é que muita gente tem aproveitado a ida ao cartório para fazer também o cadastramento biométrico (coleta das impressões digitais), que será exigido apenas em 2020.

É o caso da auxiliar de escritório Vanessa Pires, de 35 anos, que foi ao cartório, na manhã de ontem. “Precisava transferir meu título de Praia Grande para Santos e já aproveitei para fazer a biometria”.

A pensionista Jacira Aparecida dos Santos, de 55 anos, também não quis perder a viagem. “Precisava fazer a alteração de endereço e aproveitei para fazer o cadastramento”.

Filas

Os responsáveis pelos cartórios de Santos das zonas 118 e 273 dizem que a agenda para o cadastramento biométrico tem sido cumprida à risca. Eles, porém, preveem problemas para os próximos dias, já que eleitores que querem fazer a coleta das impressões digitais devem se juntar àqueles que precisam de outros serviços, e têm só até 4 de maio.

Segundo o analista judiciário Celso Izumi, responsável pelo cartório da 118ª Zona Eleitoral, o movimento vem aumentando gradativamente desde o começo do mês. “Vamos ver filas quando estivermos perto do fim do prazo”.

A chefe do cartório da 273ª Zona Eleitoral também prevê problemas e aconselha as pessoas a não irem ao cartório para fazer o cadastramento biométrico sem hora marcada. “Vamos atender o que pudermos, mas não sei como vai ser”, afirma Michelle.

Veja Mais