Mais de 5 milhões de clientes não conseguiram resgatar dinheiro do PIS/Pasep

Problemas no cadastro dessas pessoas impediram o débito automático

19/09/2018 - 07:46 - Atualizado em 19/09/2018 - 07:53

Recursos só foram disponibilizados a 1,5 milhão de 
trabalhadores (Foto: Walter Mello/AT)

Pelo menos 5 milhões de clientes de bancos privados não conseguirão ter acesso aos recursos do PIS/Pasep que têm direito depositado diretamente em suas contas. Eles precisarão ir pessoalmente a uma agência da Caixa Econômica Federal e Banco do Brasil (BB), respectivamente, com documento pessoal com foto para sacar o dinheiro. 

Problemas no cadastro dessas pessoas na base de dados do Governo Federal impediram o débito automático. A informação é do Ministério do Planejamento.

O Ministério tentou facilitar o pagamento do benefício e fechou um acordo com a Federação Brasileira dos Bancos para que as instituições interessadas fizessem o repasse dos valores a sua clientela.

Bradesco, Itaú Unibanco, Santander, Bancoob, Sicred, Banestes, BRB e Mercantil fecharam o convênio com o Governo Federal. A expectativa era de que 6,5 milhões de brasileiros fossem beneficiados. Porém, apenas 1,5 milhão tiveram o débito automático em suas contas. 

O último depósito, por sinal, cai nesta quarta-feira (19) para os clientes do Itaú, BRB e Mercantil. E, fique atento, porque o prazo para saque de quem tem até 59 anos vai até o dia 28 deste mês. Para saber se tem direito, o contribuinte pode acessar os canais de informação disponibilizados pela Caixa e pelo BB.

Quem tem direito

Trabalhadores inscritos no PIS (iniciativa privada) ou Pasep (servidor público) entre 1971 e 4 de outubro de 1988. 

A Caixa e o BB são os agentes operadores dos fundos do PIS e Pasep, respectivamente.

Consulta

Para saber se tem direito à cota PIS, consulte o site www.caixa.gov.br/cotaspis.

No caso do Pasep, a verificação pode ser feita pela página www.bb.com.br/pasep.

Tenha em mãos o CPF e o NIS, PIS ou Pasep.

Fim do Prazo

O saque das cotas para todos os trabalhadores - independentemente da idade - termina dia 28 deste mês. Após o prazo, o pagamento será feito para as condições previstas em lei, como casos de aposentadoria, idade mínima de 60 anos, invalidez (inclusive do dependente), morte do cotista e algumas doenças específicas definidas em normas do Conselho Diretor do Fundo PIS/Pasep.

Veja Mais