Inverno mal começa e veranico já dá as caras na Baixada Santista

Em Santos, nesta segunda-feira, termômetros alcançaram 33ºC às 14 horas

16/07/2018 - 19:57 - Atualizado em 16/07/2018 - 20:02

Promessa é de clima quente na região até o fim de semana (Foto: Luigi Bongiovanni/AT)

O inverno nem completou um mês ainda e o veranico já deu as caras em Santos. A Cidade registrou 33°C às 14 horas desta segunda-feira (16) – a maior temperatura da estação até agora. Para quem gosta do sol firme pela manhã e friozinho no fim da tarde, será possível aproveitar o clima assim, possivelmente, até o fim de semana – quando é esperada uma nebulosidade maior. Isso se os ventos não mudarem de direção. 

Segundo a meteorologista Helena Balbino, do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), há um fenômeno de alta pressão atmosférica dificultando a entrada de frente frias em parte do País. “O resultado é um clima mais seco, com céu sem nuvens, maior radiação solar e volta do friozinho a noite justamente pela falta de nuvens”. Segundo ela, outra frente fria deve passar sexta-feira e dar instabilidade a esse tempo, deixando a atmosfera mais úmida e talvez dando lugar a uma possível névoa.

Josélia Pegorim, meteorologista do Instituto Climatempo, conta que apesar da sensação de calorão nesta segunda, considerando apenas o período de 21 junho a 16 de julho dos anos de 2018, 2017 e 2016, já ocorreu temperatura mais alta. Nos registros da base aérea, a máxima registrada no período foi de 34°C em 2016 e 31°C em 2017. 

Ela explica que nesta terça também é possível que uma frente fria fraca que se aproxima do litoral aumente um pouco a nebulosidade, causando um pouco de queda na temperatura, “mas que nem se compara ao frio da semana passada. E a partir de quarta (o calor) já sobe de novo”, acrescenta. 

Na praia

Quem for aproveitar na praia irá notar a movimentação de caminhões perto da água, que começaram a retirada da areia que encobriu os canais após a maré alta e ressaca na semana passada. Nesta segunda, o serviço de desassoreamento começou pelo Canal 3, no trecho da comporta mais próxima ao jardim, até o mar. O material está sendo levado ao Embaré, Aparecida e Ponta da Praia, onde há pontos de erosão. 

A previsão é que só no canal 3 os serviços levem dez dias – o que pode mudar em caso de nova ressaca ou maré alta. A sequência dos trabalhos é com repetição de procedimento nos canais 2 e 1. São três caminhões e mais uma pá carregadeira.

De acordo com a secretária de Serviços Públicos de Santos, Fabiana Ramos Garcia Pires, desde que foi concluída em abril a implantação das bags para formar a barreira submersa na Ponta da Praia e minimizar os efeitos das ressacas e a erosão, já foram levadas mais de 5 mil toneladas de areia, retiradas do Canal 2 para a praia da Ponta da Praia.

Veja Mais