Incêndio destrói 17 moradias na Vila Esperança, em Cubatão

Fogo começou ainda na noite de segunda e só foi controlado na madrugada desta terça

21/08/2018 - 07:25 - Atualizado em 21/08/2018 - 12:52

Moradores verificam em meio aos destroços o que se salvou do incêndio  (Foto: Carlos Nogueira/AT)

Um incêndio de grandes proporções atingiu 17 moradias na Vila Esperança, em Cubatão, na noite de segunda (20) e madrugada de terça-feira (21). Quinze barracos ficaram totalmente destruídos, segundo balanço da Defesa Civil do município. Ainda sem causas definidas, o fogo não deixou mortos ou feridos.

As famílias que tiveram a casa atingida pelas chamas totalizam 42 pessoas desabrigadas, sendo 15 crianças e adolescentes. Sete famílias foram para abrigos da Prefeitura e as outras dez para casa de parentes.

Inicialmente, informações divulgadas pelo Corpo de Bombeiros apontavam que pelo menos 20 barracos haviam sido destruídos pelas chamas.

Incêndio atingiu moradias na Vila Esperança
(Foto: Reprodução/Facebook/Cubatão News)

Os primeiros sinais de fogo foram percebidos pelos moradores por volta das 23 horas e logo se espalhou por diversas moradias. Os bombeiros foram chamados para o atendimento, que durou cerca de quatro horas e só terminou por volta das 2 horas desta terça.

De acordo com o prefeito Ademario Oliveira, o município detém a titularidade da área onde ocorreu o incêndio e, se assim ficar acordado, as casas destruídas pelo incêndio podem voltar a ser construídas no local. "O patrimônio da União já fez o repasse, vamos discutir amplamente se convém, desde que seja do agrado das famílias envolvidas, a reconstrução das suas moradias (no local do incêndio). A Habitação vai fazer todas essas análises em conjunto, para buscarmos as melhores alternativas"

Segundo o prefeito, após o atendimento emergencial, a maior preocupação, agora, é fazer um cadastramento detalhado e rigoroso das famílias. "Não queremos que se repita o que houve no passado, quando pessoas inescrupulosas, que não haviam sido vítimas, se aproveitaram de situação semelhante e se cadastraram para também serem beneficiadas pela Assistência Social ou em projetos habitacionais futuros".



Para ajudar no combate ao fogo, também estiveram no local equipes do Serviço Móvel de Atendimento de Urgência (Samu), da Defesa Civil de Cubatão e do Plano de Auxílio Mútuo (PAM) da Cidade, para atendimento das famílias que foram vitimadas.

Doações


O Fundo Social de Solidariedade (FSS) da Cidade entregou kits de alimentos aos desabrigados e  pede apoio dos munícipes para doações de roupas, colchões, móveis, alimentos e produtos de higiene pessoal.

A doação pode ser feita pessoalmente no FSS, que fica no Parque Anilinas (Avenida Nove de Abril, s/n, Centro), ou pelo Disque Solidariedade, no 3362-0842.

Segundo informações da Prefeitura, 17 famílias ão vítimas do incêndio (Foto: Carlos Nogueira/AT)

Veja Mais