Em São Vicente, policial orienta casal a realizar o parto da filha de 20 anos

Bolsa de jovem estourou durante a ligação com o 190 e a criança acabou nascendo antes da chegada da viatura

07/09/2018 - 17:28 - Atualizado em 07/09/2018 - 20:33

Criança nasceu com o auxílio dos avós, no Jóquei Clube
(Foto: Arquivo Pessoal)

Por telefone, um policial militar auxiliou um casal do Jóquei Clube, em São Vicente, a realizar o parto da filha, de 20 anos, na manhã desta sexta-feira (7). O atendimento via 190 foi necessário porque a jovem morava em uma região de difícil acesso e já encontrava-se em trabalho de parto quando a PM foi acionada. 

Era por volta das 6h52, quando Osvaldo Nascimento presenciou que a bolsa da filha, a jovem Miriam Pereira do Nascimento, 20, havia estourado. Em busca de atendimento, ele acionou a PM via 190 e solicitou que uma ambulância se dirigisse à residência da família e prestasse o socorro à filha. 

Na véspera do parto, segundo Osvaldo, a filha começou a ter as primeiras contrações. A família, então, se dirigiu ao Hospital Guilherme Álvaro, em Santos, mas foi orientada a retornar para casa, pois a jovem ainda não apresentava dilatação. 

Horas mais tarde, as contrações ficaram ainda mais fortes e a bolsa da gestante estourou. Foi nesse momento que Osvaldo decidiu entrar em contato com a PM, para solicitar que uma viatura se dirigisse ao imóvel da família. 

A fim de identificar o quão adiantado estava o trabalho de parto, por telefone, o cabo da PM solicitou que o pai da jovem relatasse o tempo de intervalo entre as contrações. Nervoso, Osvaldo relata que elas estariam ocorrendo a cada três minutos. Logo na sequência, o policial informa que já está enviando uma ambulância do Corpo de Bombeiros ao imóvel, e permanece com o pai ainda na linha.  Neste instante a família é surpreendida com o nascimento da neta. 

Nascimento

Por telefone, a avó da criança relata que a menina está nascendo e pede, desesperada, o envio de uma ambulância ao local. De forma tranquila, o PM, então, pede ao casal que mantenha a calma e apare a bebê com uma toalha até a chegada da viatura. Ele ainda orienta os avós a verificarem se o cordão umbilical da recém-nascida não está enrolado no pescoço, para que o parto possa ocorrer de forma segura. 

Assim que o nascimento ocorre, o policial permanece na linha e instrui aos avós a forma adequada para liberar as vias aéreas da menina. Assim que ouve o choro da recém-nascida, ele continua dando instruções ao casal até a chegada de uma ambulância do Corpo de Bombeiros à residência, considerada de difícil acesso.  

A Reportagem apurou que Miriam e a filha foram conduzidas à Maternidade do Hospital São José, em São Vicente, onde permanecem internados.   

Procurada, a Prefeitura de São Vicente, por meio da Secretaria de Saúde, informou que a jovem deu entrada na maternidade às 7h45. A menina, cujo nome não havia sido divulgado, nasceu com 3,5 kg. Ela e a mãe passam bem e receberão alta neste domingo (9).  

Veja Mais