Cubatão promoverá mais um Dia D de vacinação contra o sarampo e a pólio

Imunização ocorrerá no sábado, das 9h às 17 horas em dois locais da Cidade

30/08/2018 - 15:43 - Atualizado em 30/08/2018 - 15:47

Campanha termina oficialmente nesta sexta-feira 
(Foto: Agência Brasil)

Além dos dois dias D nacionais ocorridos durante o mês, e do terceiro dia extra de vacinação ocorrida no último sábado passado (25), Cubatão terá mais um dia D para vacinação contra poliomielite e sarampo.

Neste sábado (1º), das 9h às 17 horas, a imunização ocorrerá em dois locais: no Parque Novo Anilinas (Avenida Nove de Abril, s/nº, Centro) e na sede da Igreja Evangélica Jesus O Pão da Vida (Avenida Brasil, 224, Jardim Casqueiro).

A campanha de vacinação, conforme o calendário nacional, termina nesta sexta-feira (31), porém a imunização contra estas doenças pode ser feita durante os atendimentos regulares nas unidades de saúde municipais, ao longo do ano.

Segundo a Secretaria Municipal de Saúde, a cobertura vacinal em Cubatão, para ambas as doenças, chegou nesta quinta-feira (30) a 67,27% da meta de 7.075 crianças a serem vacinadas, com idades de um a cinco anos incompletos: foram aplicadas 4.759 doses de vacinas contra sarampo e pólio.

Conforme a pasta, a faixa etária com maior cobertura é a dos quatro anos, com 73,54% (1.337 doses de cada vacina, para uma meta de 1.818 crianças) . Seguem-se as faixas dos três anos (69,21%, com 1.243 doses, meta de 1.796 crianças); dois anos (65,62% (1.168 doses para meta de 1.780 crianças) e um ano de idade (60,14%, com 1.011 doses para meta de 1.681 crianças).

Na Baixada Santista, conforme noticiado por A Tribuna na última quarta-feira (29), só Santos conseguiu atingir a meta estipulada de cobertura. Nas demais cidades a cobertura vacinal fica na casa dos 50% a 70%. Em toda a região, cerca de 26 mil crianças ainda precisam ser imunizadas. 

Nesta quinta-feira (30), o Ministério da Saúde divulgou que doze estados brasileiros registraram índices abaixo da média nacional de cobertura vacinal. Até a véspera do fim da campanha, cerca de 72,9% das crianças com idade entre 1 ano e menores de 5 anos foram imunizadas. São Paulo está entre os estados que não atingiram a meta de imunização. 

Casos de sarampo 

Até o dia 28 de agosto, foram confirmados 1.553 casos de sarampo no Brasil, enquanto 6.975 permanecem em investigação. O País enfrenta dois surtos da doença: no Amazonas, que já computa 1.211 casos confirmados e 6.905 em investigação, e em Roraima, onde há 300 casos confirmados e 70 em investigação.

Casos isolados e relacionados à importação foram identificados nos seguintes estados: São Paulo (2); Rio de Janeiro(18); Rio Grande do Sul (16); Rondônia (2); Pernambuco (2); e Pará (2).

Foram confirmadas ainda sete mortes por sarampo, sendo quatro em Roraima (três em estrangeiros e uma em brasileiro) e três no Amazonas (todos brasileiros, sendo dois óbitos em Manaus e um no município de Autazes).

LEIA MAIS

<