Contra a reforma da Previdência, aposentados fazem ato carnavalesco

Categoria decidiu inovar, levando o assunto de forma bem humorada à Avenida Paulista

30/01/2018 - 09:56 - Atualizado em 30/01/2018 - 15:36

Participantes estão divididos em alas, apresentando problemas da categoria (Foto: Alexsander Ferraz/AT)

De uma forma bem humorada, aposentados e pensionistas participam na manhã desta terça-feira (30) de um protesto na Capital, contra a Reforma da Previdência. Com o objetivo de chamar a atenção da população para a questão, a manifestação, realizada na Avenida Paulista, será em ritmo de Carnaval. 

De acordo com o presidente do Sindicato dos Aposentados, entidade que organiza o ato, a ideia é reunir aproximadamente 3 mil pessoas, que serão divididas em seis alas, cada uma apresentando um problema e reivindicações. 

ver galeria
1/6

“Cansados de fazer discursos longos, de chamar as pessoas para vir para a rua, resolvemos inovar. Será uma espécie de desfile de escola de samba, com bateria e alas divididas, para dizer não à reforma”, explicou. 

O ato na Capital também visa atingir, principalmente os deputados, que podem votar a Reforma da Previdência no próximo dia 19 de fevereiro. São necessários 308 parlamentares favoráveis à medida. Mas, tudo indica que a ala governista tenha hoje apenas 270 votos.

Ato na Avenida Paulista reúne cerca de 2 mil manifestantes (Foto: Alexsander Ferraz/AT)

Proposta 

A ideia é criar uma idade mínima pra aposentadoria no País, com 65 anos para homens e 62 anos pra mulheres. Também haverá mudança na fórmula de cálculo do benefício, que passará a utilizar a média das contribuições, sem descarte dos menores valores.

Veja Mais