Condesb libera R$ 9,9 milhões para projetos em seis cidades da região

Segurança, pavimentação e transporte receberão recursos

24/06/2018 - 07:51 - Atualizado em 24/06/2018 - 07:56

Santos terá acesso a mais de R$ 898 mil para obras na Arena Santos (Foto: Davi Ribeiro/AT)

O Conselho de Desenvolvimento da Região Metropolitana da Baixada Santista (Condesb) aprovou a liberação de R$ 9,9 milhões do Fundo Metropolitano para projetos relacionados às áreas de segurança, pavimentação, transporte e acessibilidade. O anúncio aconteceu na última sexta-feira (22), em reunião realizada na sede da Agência Metropolitana (Agem), dentro da Cadeia Velha, no Centro Histórico de Santos. 

Praticamente metade desses recursos terá como destino São Vicente (R$ 4,636 milhões), sendo que R$ 3,636 milhões serão empregados para obras de pavimentação de quatro vias da Cidade no prazo de um ano.

As melhorias serão realizadas nas ruas Mascarenhas de Moraes (Vila Margarida), Rua Papa João 23 (Japuí), Maria Rita Souza Brito Lopes e José Singer (ambas no Humaitá). 

A concorrência para a execução desse trabalho já foi lançada neste mês pela Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Obras Públicas. O vencedor dessa licitação deverá ser conhecido no próximo dia 2.

O R$ 1 milhão restante será empregado na elaboração do Plano Diretor de Mobilidade Urbana, de acordo com o chefe do Executivo vicentino e atual presidente do Condesb, Pedro Gouvêa (MDB). 

Já Peruíbe terá acesso a R$ 2,514 milhões para a reurbanização da Avenida Tancredo Neves, via de acesso importante que atende a comunidade do bairro do Caraguava.

“Deveremos lançar a licitação para a obra em até 15 dias”, afirmou o prefeito de Peruíbe, Luiz Maurício (PSDB), um dos quatro chefes do Executivo presentes no encontro. 

Além dele e de Gouvêa, estiveram no encontro os titulares de Santos e Guarujá, Paulo Alexandre Barbosa (PSDB) e Válter Suman (PSB), respectivamente. A Pérola do Atlântico foi beneficiada com R$ 1 milhão para recapear a Avenida Puglisi.

Câmeras

Mongaguá ganhará R$ 253.777,66 para a implantação do sistema de câmeras de monitoramento em vias públicas, já Itanhaém, R$ 639.007,54 para a mesma finalidade, mas com câmeras OCR (equipamentos de alta resolução, que permitem reconhecer placas de veículos), que serão instaladas nas entradas do município. 

Arena Santos

A Prefeitura de Santos terá acesso a R$ 898.130,42 do Fundo Metropolitano para fazer obras de acessibilidade na Arena Santos, na Vila Mathias.

Em fevereiro deste ano, a juíza da 1ª Vara da Fazenda Pública de Santos, Patrícia Naha, acatou um pedido do Ministério Público Estadual (MPE) e determinou que a Administração Municipal apresentasse o memorial descritivo atualizado das obras para garantir o acesso de pessoas com deficiência ou com mobilidade reduzida ao complexo esportivo.

Veja Mais