Ciclistas marcam nova descida da Serra para este domingo

Cerca de 20 mil pessoas planejam o passeio; atividade já foi impedida duas vezes pela Justiça

20/01/2018 - 19:49 - Atualizado em 20/01/2018 - 20:11

Proposta de Tucla inclui a Estrada Velha
 (Foyo: Alex Ferraz/AT)

Cerca de 20 mil ciclistas, conforme estimativa, devem novamente tentar neste domingo (21), a partir das 8 horas, a descida do Planalto a Santos, utilizando o Sistema Anchieta-Imigrantes (SAI), conforme convocação nas redes sociais. 

Os ciclistas tentam a descida desde 10 de dezembro pela estrada de manutenção da Ecovias. O passeio foi impedido duas vezes por ordens judiciais. A Ecovias, concessionária do SAI – que recorreu ao Judiciário – considera esse volume de tráfego por bicicletas inseguro e de risco para ciclistas e para os demais usuários do Sistema.

O movimento de ciclistas Massa Crítica SP lembra em seu site que, pela segunda vez (no dia 12 de janeiro), “se valendo de interpretações absurdas do CTB e de uma visão carrocêntrica do espaço público”, a Ecovias conseguiu o impedimento da descida, que, justifica o grupo, valia apenas para a data. “Os ciclistas irão exercer o seu direito de pedalar, pois não dá mais pra aceitar que empresas ditem regras em nosso País”, assinala a entidade em seus apelo de participação.

Preocupado com a agitação nas redes sociais, que pode levar a novos conflitos, o vereador cubatense Rafael de Moura Vilar, o “Rafael Tucla” (PT) apresentará projeto de lei na Câmara de Cubatão em fevereiro, criando o Sistema Cicloviário do Município de Cubatão que tem, entre outros artigos, o que permite a utilização da Estrada Velha do Caminho do Mar por ciclistas. 

O vereador procurou o apoio do secretário estadual de Turismo, Fabricio Cobra Arbex. “Ele achou a proposta muita boa, porque vai contribuir para que Cubatão venha a ser considerada uma estância turística de interesse cultural e histórico”, disse Tucla. 

Ciclismo

O vereador propõe instituir em Cubatão o programa Vamos Pedalar, para incentivar o uso de bicicletas na promoção da mobilidade urbana local. E vai introduzir critérios de planejamento para implantação de rotas cicláveis nos trechos de rodovias que cortam o Município.

O que levou o vereador – com apoio do advogado José Oswaldo Passarelli Júnior – a apresentar o projeto foram justamente as dificuldades enfrentadas por ciclistas de São Paulo para descer a Serra pelo Sistema Anchieta-Imigrantes. 

Desde 2008, ciclistas faziam essa rota sem enfrentar resistência. Mas o crescimento do número de participantes levou a Ecovias a proibir a circulação. 

Em 10 de dezembro do ano passado – data fixada para comemorar a rota Marcia Prado (uma ciclista que morreu em 2009 atropelada por um ônibus, na Avenida Paulista) houve atos de violência policial para impedir a descida, segundo depoimento de ciclistas.

Veja Mais