Carcaça de baleia é retirada da orla da praia em Peruíbe

Equipe do Instituto Biopesca retirou amostras para fazer análises do animal

08/09/2018 - 12:44 - Atualizado em 08/09/2018 - 12:44

Carcaça da baleia surgiu encalhada na praia nesta sexta (7) (Foto-Leitor: Fabiano Bico)

A Prefeitura de Peruíbe retirou, na manhã deste sábado (8), a carcaça de uma baleia que encalhou na Praia do Arpoador, na tarde desta sexta-feira (7). O animal, em avançado estado de decomposição, chamou a atenção de banhistas e de turistas que passavam pelo local.

O Instituto Biopesca, entidade que monitora mais de 75 km de praias do Litoral Paulista, foi acionado e, chegando à praia, verificou que tratava-se de uma baleia com cerca de sete metros de comprimento, cuja espécie não foi possível determinar à primeira vista.

Amostras biológicas da carcaça foram recolhidas por uma equipe do Instituto, formada por veterinários e biólogos, para análises laboratoriais. O objetivo, segundo explicado posteriormente em nota, é "tentar identificar a causa de morte do animal, entre outras informações".

Monitoramento

O Instituto Biopesca é uma das 10 entidades executoras do Projeto de Monitoramento de Praias da Bacia de Santos (PMP-BS), que dentre outros objetivos avalia possíveis impactos das atividades de produção e escoamento de petróleo sobre as aves, tartarugas e mamíferos marinhos, por meio do monitoramento das praias e do atendimento veterinário aos animais vivos e necropsia dos encontrados mortos.

Qualquer pessoa que encontrar golfinhos, aves e tartarugas marinhas vivos ou mortos nas praias pode acionar a entidade, através dos telefones 0800-642-3341 ou (13) 99601-2570 (chamada a cobrar ou pelo WhatsApp).

Veja Mais