Barco pesqueiro vira em praia de Itanhaém e deixa um morto

Acidente ocorreu na manhã deste domingo, em uma região conhecida como Boca da Barra

16/09/2018 - 11:40 - Atualizado em 16/09/2018 - 16:05

Barco pesqueiro virou no mar com 15 tripulantes a bordo (Foto: Alexsander Ferraz/AT)

Um homem morreu após uma embarcação pesqueira virar com um grupo, na manhã deste domingo (16), em Itanhaém. Anderson Rogério da Silva Leitão iria completar 40 anos. Outros sete pescadores foram socorridos na Unidade de Pronto Atendimento (UPA). 

O acidente ocorreu por volta das 9 horas, em uma região conhecida como Boca da Barra, um local de encontro entre o mar o Rio Itanhaém. A embarcação com 13 pescadores e dois tripulantes saiu da Marina Almar, no bairro Umuarama. A suspeita é de que o barco tenha virado por conta do mar agitado. 

Conforme apurado pela Reportagem, o grupo de pescadores retornava de uma expedição iniciada no último sábado (15). Eles passaram a madrugada na Ilha da Queimada Grande. No momento do acidente, Leitão estava dormindo no interior da embarcação. 

A vítima foi encontrada sem colete salva-vidas. Entretanto, os que sobreviveram afirmam que o pescador estava usando a proteção como todos os outros navegantes. 

O motoboy Edinelson Faria da Silva, de 37 anos, estava na embarcação no momento do acidente e disse que foi a primeira vez que viu o mar tão agitado. "De todas as vezes que pesquei, nunca vi uma onda tão forte. Foi assustador".

Grupo de pescadores retornava de expedição iniciada no último sábado (Foto: Alexsander Ferraz/AT)

Procurada, a Prefeitura de Itanhaém, por meio da Secretaria de Saúde, informou que os tripulantes atendidos na UPA estavam em estado de hipotermina. Eles ficaram em observação, receberam medicação e depois foram liberados.  

Em nota, a Marinha do Brasil, por intermédio da Capitania dos Portos de São Paulo (CPSP), informa que tomou conhecimento do acidente e encaminhou uma equipe de peritos ao local. Ainda conforme a Autoridade Marítima, será instaurado um inquérito para apurar as causas do acidente e responsabilidades. Por segurança, o acesso à Barra de Itanhaém foi fechado pela Marinha. 

Veja Mais