Aumento do efetivo policial nos finais de semana é aprovado

Agora, projeto vai para sanção do governador Márcio França (PSB)

16/05/2018 - 18:20 - Atualizado em 16/05/2018 - 18:20

Reforço policial seguirá moldes do que já é feito durante a Operação Verão (Foto: Vanessa Rodrigues/AT)

A Baixada Santista terá reforço no policiamento aos finais de semana e feriados prolongados, como ocorre entre dezembro e fevereiro com a Operação Verão. A medida está prevista no Projeto de Lei 1.379/2015, de autoria do deputado estadual Paulo Corrêa Júnior (PATRI), aprovado nesta terça-feira (15) à noite, por unanimidade, na Assembleia Legislativa (Alesp). Resta a sanção do governador Márcio França (PSB).

Segundo a proposta, além de mais policiais civis e militares de forma regular e permanente, as nove cidades da região devem receber viaturas, armamentos, e outros itens que sejam indispensáveis para a atuação das polícias. Porém, o texto não especifica como funcionará a logística da operação, nem a quantidade de policiais a serem destacados.

Segundo o autor do projeto, ainda haverá regulamentação, e os critérios serão definidos pela Secretaria de Estado da Segurança Pública (SSP).

“O objetivo é que exista uma permanência do efetivo policial constantemente, não só no verão. Por isso, a regulamentação será feita pela SSP e pelo comando da Polícia Militar, que farão as adequações baseadas nos números do fluxo (de turistas). Não será igual ao verão, porém, será constante”, diz Corrêa Júnior.

Na justificativa, o parlamentar destacou o fluxo contínuo de turistas que vêm para a Baixada Santista todos os fins de semana, além do crescimento populacional na região, o que requer um efetivo maior também fora da temporada. “É um clamor da Baixada Santista e uma conquista de todos nós. Neste momento, conquistamos a lei. Agora, a regulamentação será efetuada numa construção com o Governo”.

O governador Márcio França, que já havia defendido a ideia em público, deve sancionar a lei nos próximos dias. “A Assembleia Legislativa e o Governo do Estado mostram, com essa iniciativa, total sintonia para atender a mais uma importante reivindicação dos moradores da Baixada Santista. Segurança Pública está entre as nossas prioridades”, disse ontem o governador para A Tribuna.

Sugestão

O projeto foi uma sugestão do próprio governador, em uma reunião do Conselho de Desenvolvimento da Baixada Santista (Condesb), em 2015, quando ainda era vice.

A proposta passou por três comissões na Alesp e agora será encaminhada para o Palácio dos Bandeirantes. França tem 15 dias úteis para sancionar o texto.

O deputado estadual Caio França (PSB), filho do governador, também já havia defendido a proposta em 2015, mas não apresentou projeto.

Veja Mais