União Imperial é a campeã da elite do Carnaval de Santos 2018

Mocidade Dependente sobe para o Grupo Especial e Unidos da ZN vai para o Acesso

06/02/2018 - 15:01 - Atualizado em 07/02/2018 - 10:21

União Imperial comemora o título de campeã do Carnaval Santista 2018 (Foto: Fernanda Luz/AT)

Após disputa acirrada e utilização de critério de desempate no quesito harmonia, a grande campeã do Carnaval santista 2018 é a União Imperial, que não levava o título há 21 anos. A tradicional agremiação do Marapé somou 180 pontos, assim como a X-9, que garantiu o segundo lugar no Grupo Especial. 

O presidente da União, Luiz Alberto, o Pelé, falou com a Reportagem sobre a vitória. "Vocês não têm noção do quanto essa vitória significa para o meu povo lá no Marapé. Depois de 21 anos ser campeão. Minha ficha ainda não caiu. Parabenizo todas as escolas pelo excelente Carnaval, mesmo com todas as dificuldades que tivemos".

A apuração das notas das escolas de samba dos grupos Especial, Acesso e 1 ocorreu na tarde desta terça-feira (6), no Teatro Municipal Brás Cubas.

No ano passado, a agremiação ficou em penúltimo lugar e quase perdeu o direito de desfilar entre o Grupo Especial neste ano. Na madrugada do último domingo (4), na Passarela do Samba Dráusio da Cruz, a União atravessou o mar em busca do DNA do samba santista, contando desde sua passagem pelas terras africanas até se instaurar na Baixada Santista. 

União Imperial leva o título de campeã do Carnaval Santista 2018 (Foto: Vanessa Rodrigues/AT)

Em terceiro lugar ficou a Unidos dos Morros (179.9 pontos), seguida pela Amazonense (179.5), Vila Mathias (179.1), Sangue Jovem (178.9), Real Mocidade (178.7). 

A Brasil foi a última colocada, com 178.5 pontos, e caiu para o Grupo de Acesso. Na avenida, a escola entrou com 23 minutos de atraso.

> Confira a tabela com as notas da escolas, em todos os quesitos

A campeã do Carnaval recebe prêmio no valor de R$ 20 mil. Já a vice, R$ 10 mil.

Carnaval de 2019 terá a Mocidade Dependente do
Samba no Especial (Foto: Rogério Soares/AT)

Quem subiu e caiu

No próximo ano, a Mocidade Dependente do Samba estará no Grupo Especial. A agremiação ficou em 1º lugar com 179.9 pontos. 

"O sentimento é de dever cumprido, a Mocidade se preparou para isso, para retornar ao Grupo Especial, de onde vamos demorar a sair", disse o presidente da agremiação, Severino Batista.

A agremiação levou à avenida 1,2 mil componentes, divididos em 14 alas e 120 ritmistas, com o enredo Sansakroma... a luz da raça, resistência e cultura.

Em último lugar, com 177.7 pontos, ficou a Bandeirantes do Saboó, que caiu para o Grupo 1. A escola foi penalizada com menos 1 ponto, por não atingir o número obrigatório de baianas na ala. 

> Relembre a cobertura em tempo real

Padre Paulo ficou em segundo lugar, com 179.3 pontos e Mãos Entrelaçadas em terceiro, com pontuação de 179 (perdeu 0.5 ponto, por ultrapassar o tempo do desfile).

Unidos da ZN venceu no Grupo 1 e subiu para
o Grupo de Acesso (Foto: Rogério Soares/AT)

No Grupo 1, a campeã foi a Unidos da Zona Noroeste, que subiu para o Grupo de Acesso com 179.9 pontos. Na sequência ficaram as agremiações Império da Vila (179.4), Imperatriz Alvinegra (177.6 - perdeu 0.5 ponto por ter estourado o tempo na passarela), Dragões do Castelo (177.5 - perdeu 1.5 ponto por desfilar com número inferior de baianas) e Unidos da Baixada (174.3). 

Com o enredo que fala sobre as estações, Com frio ou calor sentido o perfume de uma flor. Deixem as folhas caírem e meu galo sempre será um vencedor! Meu planeta e as quatro estações, a escola de samba Unidos da Zona Noroeste desfilou com 700 integrantes, 6 alas e 100 ritmistas.

O presidente da Unidos da ZN, João Marcos, diz que, após a vitória, o foco é para 2019. "Vamos trabalhar para que no próximo ano a gente chegue ao (grupo) Especial". 

Regras para 2019

Conforme o regulamento, para o Carnaval do próximo ano, o desfile será formado pelas escolas de samba do Grupo Especial que obtiverem as sete primeiras colocações, além da primeira colocada no Desfile Oficial do Grupo de Acesso. 

Na apuração desta terça-feira (6), as escolas foram avaliadas por 27 jurados nos seguintes quesitos: bateria, harmonia, evolução, enredo, samba de enredo, fantasias, alegorias e adereços, mestre-sala e porta-bandeira, além de comissão de frente.

Veja Mais