"Minha prioridade é a Portuguesa", diz Sérgio Guedes

Treinador participou de uma conversa sobre Copa do Mundo e comentou sobre o assunto

29/06/2018 - 17:32 - Atualizado em 29/06/2018 - 17:33

Treinador disse que seu pensamento e sentimentos voltados a Briosa (Foto: Fernanda Luz/AT)

O técnico da Portuguesa Santista, Sérgio Guedes, ainda não tem garantida sua permanência na Briosa para a próxima temporada. Embora desperte interesse de clubes do interior do estado (informação não confirmada pelo treinador), o comandante assegurou que a prioridade da sua carreira é continuar o trabalho em Ulrico Mursa. A declaração foi dada durante um bate-papo sobre Copa do Mundo, na tarde desta sexta-feira (29), na redação de A Tribuna.

 

Com o término da campanha que resultou no acesso para a Série A2 do Paulistão, o torcedor da Briosa começou a ficar com um questionamento na cabeça: será que Sérgio Guedes fica para dar continuidade no trabalho? A direção vai conseguir mantê-lo mesmo sem calendário durante o ano?

Nas palavras de Sérgio, existe uma negociação entre ambas as partes. "Sempre existe uma conversa. A minha prioridade é a Portuguesa. Profissionalmente, é a Briosa. Meu pensamento e sentimento ainda está voltado para o clube. Existem alguns dificultadores como não estar jogando uma competição, não ter um time em formação, mas existem desejos e uma coisa muito latente dentro de todos que participaram desse processo".

Um dos motivos para esse envolvimento com o clube foi a campanha histórica vivida neste ano. "Foi uma história muito bacana, muito rica e com vários detalhes. Todos tiveram importância. Me senti muito realizado. Foi uma realização pessoa e altamente gratificante", disse Sérgio.

Copa do Mundo

Além de comentar sobre seu futuro e a conquista do acesso para a Série A2 do Campeonato Paulista, o treinador também falou que considera o Brasil favorito para o confronto contra o México (partida ocorre na segunda-feira, às 11 horas) e disse que a Suécia pode ser umas das surpresas.

"A carga de pressão no Brasil é maior que a todas as outras seleções. Eu vejo na nossa Seleção um favorito em potencial. Eu acho que Brasil passa. As dificuldades virão, mas o Brasil fará seu jogo", completou.

"A Suécia enfrentou dificuldades na primeira fase, mas se superou. Vejo ela com potencial para incomodar as outras seleções".

Veja Mais