Briosa e Atibaia duelam pela disputa da liderança da tabela, em Indaiatuba

Caso o time de Sérgio Guedes vença, a Portuguesa santista assume a liderança da Serie A3

21/02/2018 - 11:28 - Atualizado em 21/02/2018 - 12:36

Briosa e Atibaia brigam pela ponta da Série A3 (Foto: Fernanda Luz /AT)

Sensações da Série A3 do Campeonato Paulista, Portuguesa Santista e Atibaia duelam pela liderança da competição nesta quarta-feira (21), às 15 horas, no estádio Ítalo Mário Limongi, em Indaiatuba. Única invicta, a Briosa tem os mesmos 22 pontos do rival, que lidera por ter uma vitória a mais (7 contra 6). 

Apesar da ponta, o Atibaia, perdeu dois jogos na Série A3, um deles em Indaiatuba, onde o time manda seus jogos, para o São Carlos, por 1 a 0. A Briosa, por sua vez, tem jogado bem fora de casa. Foram três vitórias e dois empates longe de Santos. Quatro pontos à frente dos terceiro e quarto colocados, Capivariano e Noroeste, o empate até seria um resultado interessante para os dois times. Mas o técnico Sérgio Guedes não entende desta maneira. 

“O empate é uma possibilidade, mas tem muito jogo e a A3 é muito competitiva. Jogar antecipadamente por uma situação igual é pedir problema. A gente vai administrar o jogo por conveniência nossa”, avaliou. 

Sérgio Guedes, que não adianta a escalação para dificultar o trabalho dos adversários, deve mandar a campo o mesmo time que venceu o São Bernardo por 1 a 0, no domingo passado, em casa. 

O atacante Rodriguinho, que estreou na A3 entrando na etapa final, deve ficar no banco. “Tem que dar dar ritmo, gradativamente (ao Rodriguinho). (A escalação) depende muito da dificuldade que o jogo possa ter”. 


Na bronca 

Após o jogo contra o Atibaia, a Portuguesa tem nova partida fora de casa, sábado (24), em Santa Bárbara do Oeste, contra a União Barbarense, o que irritou o treinador. “A Federação cometeu um equívoco absurdo. A gente jogou mais fora do que em casa e a Portuguesa chegou entre os oito (classificados) ano passado. Só vamos fazer dois jogos em casa no final do turno, mas mesmo com todos esses dificultadores, a equipe administrou muito bem isso”. 

Veja Mais