Queda de avião russo pode ter sido causada por dados errados sobre velocidade

Acidente aéreo nos arredores de Moscou ocorreu no último domingo

13/02/2018 - 13:30 - Atualizado em 13/02/2018 - 13:35

Acidente aéreo deixou 71 mortos (Foto: AFP)

A queda do avião que provocou a morte de 71 pessoas, no último domingo (11), perto de Moscou, foi aparentemente causada pela formação de gelo nas sondas medidoras de velocidade, indicaram nesta terça-feira (13) os investigadores após análise de uma caixa-preta da aeronave. 

"O acidente pode ser explicado pelos dados incorretos sobre a velocidade recebidos pelos pilotos, que aparentemente se deveu à formação de gelo nas sondas, cujo sistema de aquecimento estava desligado", indicou em um comunicado o Comitê Intergovernamental da Aviação (MAK), organismo encarregado de investigar os acidentes aéreos.

O avião, um birreator da fabricante ucraniana Antanov, com capacidade para até 80 pessoas, desapareceu dos radares pouco depois de decolar do aeroporto internacional de Domodevo, em Moscou, rumo à cidade de Orsk, ao sul dos montes Urais. 

Moradores relataram ter visto a aeronave caindo em chamas. Fontes dos serviços de emergência indicaram que os destroços do avião foram avistados desde o ar e que equipes de resgate se dirigem ao local da queda. 

Veja Mais