Jovem é assediada por motorista de aplicativo em Santos

Vítima diz ter conseguido fugir e relata que foi procurada por suposta namorada de condutor

23/06/2018 - 21:07 - Atualizado em 24/06/2018 - 07:14

Uma jovem afirma ter sido assediada sexualmente por motorista de aplicativo de transporte em Santos. O caso aconteceu na sexta-feira, mas ela conseguiu fugir das investidas do homem.

Bianca (nome fictício), de 18 anos, solicitou um carro pelo Uber na Rua Floriano Peixoto, por volta das 19 horas. Foi informada de que o motorista se chamava Júlio (nome fictício). Já no veículo, no banco de trás, ela diz ter se sentido “incomodada” com os olhares recorrentes do rapaz em sua direção, via retrovisor.

A jovem relatou à polícia que o condutor aumentava e abaixava o volume do som e percorria um percurso diferente do indicado pelo aplicativo. Quando enfim chegou ao destino, a Avenida Conselheiro Nébias, ele parou o automóvel antes do número indicado, em um local menos iluminado.

Temerosa, Bianca decidiu deixar o veículo quando percebeu a mão do homem vindo em direção a sua perna. Assustada, ela saiu correndo em direção a seu condomínio. Uma vez em casa, ela relatou o fato ao aplicativo.

A vítima ainda disse que foi procurada por uma mulher no Instagram se anunciando como namorada de Júlio. afirmando que tudo teria sido um mal entendido. Desconfiada do contato, Bianca bloqueou a suposta interlocutora.

Em nota, a  Uber informou que repudia qualquer tipo de comportamento abusivo contra mulheres e acredita na importância de combater, coibir e denunciar casos de assédio. Informou ainda que, caso a denúncia seja confirmada pelas autoridades, o motorista será banido da plataforma.

A empresa destacou que está à disposição para colaborar com as autoridades no curso de investigações ou processos judiciais. Isto porque nenhuma viagem com a plataforma é anônima e todas são registradas por GPS. A medida permite a apuração das informações. 

Veja Mais