Haddad desconversa sobre apoio de outros partidos no segundo turno

Candidato do PT afirmou ainda não ter lido carta de FHC que pede união contra extremismo

22/09/2018 - 16:09 - Atualizado em 22/09/2018 - 16:24

Segundo Haddad, carta de Fernando Henrique é uma manifestação a Geraldo Alckmin (Foto: Reprodução/Instagram)

O candidato do PT à Presidência, Fernando Haddad, negou no começo da tarde deste sábado, 22, que esteja procurando outros partidos para conversar a respeito do segundo turno.

"No segundo turno é outra conversa", afirmou Haddad, em agenda pública na capital de Pernambuco, Recife. "Vamos tratar do primeiro turno primeiro. Tem 15 dias ainda, é muito tempo."

O candidato do PT afirmou também que não leu a carta em que o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB) pede a união do centro contra extremismo, mas que, pelo que se informou por meio da imprensa, ela é uma manifestação de apoio de FHC ao candidato tucano.

"Acredito que é um gesto de apoio ao seu candidato, ponto, e é natural, ponto. O Fernando Henrique tem uma ligação muito grande com o Geraldo. As mesmas ideias, o mesmo estilo", disse.

Veja Mais