Decisão de juiz de soltar homem que ejaculou em mulher causa revolta nas redes sociais

Assediador tem cinco passagens pela polícia. Juiz não viu 'constrangimento tampouco violência'

01/09/2017 - 14:30 - Atualizado em 01/09/2017 - 14:32

A decisão do juiz José Eugenio do Amaral Souza Neto de soltar o assediador que ejaculou no pescoço de uma mulher na tarde da última terça-feira (29), está causando revolta nas redes sociais. Quem abre o Instagram de famosos como Fernanda Souza, Mônica Matelli, Thayla Ayala, Fernanda Lima etc encontra posts de indignação à decisão do magistrado. 

As hashtags #mexeucomumamexeucomtodas #éEstuproSIM e #JuntasContraOAbuso estão sendo usadas para evidenciar o caso. 

Na decisão, o juiz  entendeu que não era necessária a manutenção da prisão. Para o magistrado, o crime se encaixa no artigo 61 da lei de contravenção penal - "importunar alguém em local público de modo ofensivo ao pudor" - e é considerado de menor potencial ofensivo. A lei é de 1941. O agressor ficou menos de 24 horas detido.

Confira algumas publicações:

 

 

 

 

Veja Mais