Veja estratégias simples para ser competitivo na busca de um emprego

Empresa de recrutamento orienta, inclusive, como quem tem alguma deficiência deve proceder

30/01/2018 - 20:25 - Atualizado em 30/01/2018 - 20:25

Vivemos atualmente um período de desafios e incertezas políticas que afetam diretamente o mercado de trabalho tanto para os que buscam novas oportunidades quanto para aqueles que procuram uma recolocação. A desigualdade da oferta e da procura de vagas de emprego faz com que a disputa se torne muito mais competitiva. Então, temos algumas dicas para facilitar neste processo, de profissionais da empresa de recrutamento Talento Incluir.

1) Inicie por um currículo diferenciado.
Nem sempre aquele currículo extenso é atrativo para o recrutador. Foque em seu objetivo! Atente-se às datas de entrada e saída das empresas, cursos realizados. Dê valor para atividades e conhecimentos com os quais se identifica e que melhor desempenha, e o mais importante: seja verdadeiro nas informações.

2) Crie seu perfil em sites de recrutamento. Devido ao avanço das tecnologias, existem inúmeros sites gratuitos de recrutamento que fazem a ponte entre os candidatos e as empresas. Se o seu objetivo é encontrar um novo emprego, mantenha-se atento às publicações das vagas e às datas de atualização do seu cadastro. 

Além disso, você pode buscar diretamente pelas empresas em que deseja trabalhar, pois a maioria disponibiliza a área em que o candidato pode cadastrar seu currículo, normalmente o campo é sinalizado como Trabalhe Conosco, Cadastre Seu Currículo, Seja um Funcionário etc.

3) Faça-se presente.
É importante demonstrar seu objetivo para as pessoas ao redor e para as empresas. Envie seu currículo para a sua rede de contatos, é comum que grandes corporações promovam campanhas de indicações de profissionais, principalmente quando têm volume considerável de vagas para preencher. Outra opção para aumentar seu network é criar perfil em redes sociais voltadas para o trabalho, como LinkedIn. Muitas empresas utilizam essas ferramentas para divulgar e recrutar profissionais.

É bom pesquisar sobre a empresa almejada antes de ir para a entrevista. (Foto: Shutterstock)

4) Foi convocado para uma entrevista? Procure pesquisar sobre a empresa (valores e atuação de mercado). Para evitar atrasos, programe seu deslocamento com antecedência, levando em consideração todos os fatores (trânsito, transporte público...). Imprevistos acontecem e, caso não possa comparecer à entrevista, avise o recrutador.

5) Durante a entrevista.
Utilize roupa adequada ao ambiente da empresa, seja transparente nas informações e procure tirar todas as dúvidas sobre o processo seletivo. A contratação de um colaborador precisa ser uma relação sustentável para ambas as partes, por isso certifique-se se a proposta também é compatível com o seu objetivo. 

6) Quem tem alguma deficiência precisa tocar no assunto?
As empresas que possuem a partir de 100 funcionários precisam contratar pessoas com deficiência. Portanto, este sendo o seu caso, aí haveria mais uma oportunidade para conquistar uma vaga. 

Conforme Roberta Rodrigues, coordenadora de Recursos Humanos da Talento Incluir, "o processo de recrutamento para profissionais com deficiência deve ser realizado da mesma forma que o processo regular, olhando para a capacidade técnica e comportamental do candidato. Sendo assim, o profissional precisa estar apto para todas as atividades laborais e, acima de tudo, demonstrar que sua possibilidade de entrega está de acordo com a função a qual será contratado”. 

Roberta acrescenta: “A única diferença de um processo seletivo de pessoas com deficiência para o dos demais profissionais é entender como a empresa poderá ajudar nas adaptações físicas ou tecnológicas que a pessoa com deficiência vai precisar em seu dia a dia de trabalho, seja com uma rampa de acesso, elevador, banheiro adaptado, um software de voz ou qualquer outra adaptação necessária para que o profissional consiga ter condições de desenvolver suas atividades plenamente. O candidato deve trazer essas informações em suas entrevistas com naturalidade". 

Veja Mais