Terapeuta sexual dá dicas para a mulher atingir o orgasmo

A dificuldade para ter prazer se deve a fatores como a falta de conhecimento do próprio corpo

08/12/2017 - 20:56 - Atualizado em 08/12/2017 - 20:57

Por maiores que sejam os avanços no campo afetivo e no sexo, boa parte das mulheres ainda tem dificuldade para chegar ao orgasmo. Os motivos? Falta de conhecimento do próprio corpo e, por incrível que pareça, a persistência de uma ideia antiga: de que o prazer que a mulher tem na cama depende, antes de qualquer coisa, do homem e da penetração.

É hora de rever esses conceitos, até porque a psicóloga e terapeuta sexual e de casais Marcia Atik diz que muitas mulheres ficam tão preocupadas em agradar o parceiro na cama que esquecem de pensar (ou demonstrar) quais são os seus gostos e desejos. Sem contar que uma parcela considerável não se permite viver plenamente o sexo devido a valores culturais, sociais...

“A mulher geralmente coloca silicone e busca o corpo perfeito para agradar o homem. E aquele ditado de que ela se veste para outra mulher não é tão verdadeiro assim. Na realidade, é mais uma competição para ver quem chama mais a atenção masculina. A mulher deveria se vestir para ela mesma”, observa Marcia.


É importante explorar posições e alternativas de preliminares durante o sexo. (Foto: Shutterstock)


Para derrubar tabus e ajudar cada vez mais mulheres a alcançar o orgasmo com frequência, listamos os tópicos a seguir:

1) Respeite o próprio desejo e se sinta merecedora dele. Converse abertamente com o parceiro sobre as suas vontades e preferências. Espante para bem longe aquela ideia de que, se falar o que curte na cama, o homem vai achar que é vulgar e oferecida. 

“De vez em quando, não é só orientar o parceiro com palavras. Mas, na hora do sexo, conduzi-lo com as mãos, com o corpo”.


2) Conheça as suas zonas erógenas. Enquanto o homem é acostumado, desde cedo, com a masturbação, a mulher quase não se toca. Experimente não apenas a estimulação da vagina. Explore outras regiões com os dedos, porque é fato: a mulher tem muito mais pontos erógenos do que o homem.

Uma boa hora para isso é o banho. E fica a dica: a mulher normalmente sente bastante prazer nos seios, nas orelhas e no pescoço.

“A famosa preliminar é estimular o corpo todo. Acordar inteiramente para o sexo”, acrescenta Marcia Atik, que aconselha os casais com filhos a não deixar a criança dormir com regularidade na cama dos pais. Afinal, esse hábito pode atrapalhar a vida sexual dos dois.


3) A mulher realmente leva mais tempo para ter um orgasmo? Marcia afirma que isso não passa de uma lenda. O que causa essa demora geralmente é uma espécie de trava psicológica, como se fosse uma autorrepressão. 

“O mesmo ocorre com o orgasmo múltiplo. Se a mulher se permitir sentir prazer, sem dúvida ela terá condições de atingi-lo”. 


4) Aprenda a identificar o orgasmo. Nas palavras de Marcia Atik: “Algumas mulheres têm orgasmo e nem sabem. O que acontece é que elas se prendem a um modelo imaginário de prazer sexual e acham que, se não foram até o teto e voltaram, não gozaram”.

A dica, portanto, é prestar atenção nas mudanças no corpo. A pupila dilata, a pele fica ouriçada e assim por diante. “O orgasmo é uma sensação gostosa e até relaxante”, destaca a terapeuta.  


5) A mulher ejacula quando sente prazer demais? Aí está outro conceito que deve ser revisto com urgência. Segundo Marcia Atik, a ejaculação feminina é, antes de tudo, algo fisiológico. Ou seja, as glândulas de certas mulheres liberam esse líquido com maior facilidade, só que isso não está relacionado diretamente com o fato de elas sentirem mais ou menos prazer no sexo.

“O que está associado à intensidade do prazer é a lubrificação vaginal. Quanto mais a mulher se excita, mais a vagina fica lubrificada. E as chances de ela ter orgasmo também aumentam”.


6) Há uma posição sexual que seja mais prazerosa? Não existe uma receita pronta nesse caso. Isso varia de mulher para mulher, de casal para casal. Logo, o ideal é os dois testarem as posições, para descobrir as que curtem mais.


7) Sexo oral x penetração. Vamos combinar: além da penetração, outra forma eficiente de estimular o clitóris é o sexo oral. Altamente prazeroso para a mulher, ainda é uma ótima preliminar.


 

Veja Mais