Cães têm seu próprio hotel de luxo na Índia

Eles podem curtir sessões de massagem, cabeleireiro, comidinhas e muitas outras atividades

07/12/2017 - 14:51 - Atualizado em 07/12/2017 - 14:52

As suítes custam até US$ 70 a noite. Empreendimento
é um canil de alto padrão. (Foto: Divulgação)

No Critterati, o primeiro hotel de luxo para cães do sul da Ásia, os peludos são tratados como reis e rainhas: têm camas fofas, spa, veterinário 24 horas por dia e cerveja sem álcool importada.

Em Gurgaon, cidade satélite de Nova Deli, são bernardos, labradores e lhasa apsos desfrutam de delícias que fariam sonhar os 30 milhões de cães de rua na Índia.

No hotel, os proprietários dos animais são chamados de pais. O cliente de quatro patas tem acesso a um bar, piscina, cabeleireiro e sessões de massagens ayurvédicas.

Com suítes que custam até US$ 70 por noite, o empreendimento para cães é um canil de alto padrão, com um conforto muito superior ao encontrado em qualquer outro lugar.

A maior suíte oferece uma cama gigante com uma cabeceira coberta de veludo, uma TV e uma escotilha com acesso para uma varanda privativa.

No bar, além de pratos tradicionais como frango com arroz, os caninos podem escolher entre muffins, panquecas e sorvete. O sabor bacon é muito popular.


Agenda cheia

No Critterati, está fora de questão deixar o cliente ocioso por um segundo. A equipe do hotel se encarrega de todos os detalhes.

"O dia começa às 7 da manhã com um passeio para o xixi, depois café da manhã, novo passeio para o xixi e sessões de brincadeiras por cerca de duas horas, seguidas por um pouco de natação. Mais tarde, novas brincadeiras e pausa para comer", descreve Deepk Chawla, empresário que fundou o estabelecimento há quatro meses.

O hotel faz parte da crescente mania da classe média indiana pelos animais de estimação. Havia 2 milhões de cães domésticos no país em 2002, agora estima-se que são 15 milhões. Número que deve subir para 26 milhões em 2021.

Deepk Chawla trabalhou três anos e meio para abrir o Critterati, que nasceu mais do amor por cães do que por uma perspectiva incerta de lucratividade.


ver galeria
1/4
Veja Mais