Entenda por que a Microsoft cancelou a produção do RPG 'Scalebound'

Boatos sobre problemas no desenvolvimento do jogo já existiam. Um deles seriam brigas internas

14/01/2017 - 11:50 - Atualizado em 14/01/2017 - 12:43

O game, que foi assunto na E3, tinha um projeto ambicioso de multiplayer. (Foto: Divulgação)

 

Os boatos se confirmaram. O RPG Scalebound, exclusivo para Xbox One e PC (Windows 10), que estava sendo produzido pela Microsoft em parceria com a Platinum Games, foi cancelado nesta semana. E muitos gamers devem estar se perguntando o que motivou essa decisão. A seguir, reunimos fatos para tentar esclarecer essa dúvida, já que os responsáveis pelo jogo se limitaram apenas a anunciar a interrupção do projeto, sem revelar as razões para o cancelamento.  


O que se sabe é que o game se passaria em um mundo repleto de monstros, que seriam caçados pelo cavaleiro Drew, com a ajuda de seu dragão e companheiro, Thuban. A proposta do jogo era bem ambiciosa. Além de apostar na relação entre o dragão e o personagem principal, o título também traria um multiplayer cooperativo, que teria um papel importantíssimo, pois muitos chefões não poderiam ser derrotados sozinhos.

Sobre o cancelamento, a Microsoft soltou um comunicado oficial: "Após uma cuidadosa deliberação, a Microsoft Studios chegou à decisão de encerrar a produção de Scalebound. Estamos trabalhando duro para entregar um catálogo incrível de games para os nossos fãs neste ano, incluindo Halo Wars 2, Crackdown 3, State of Decay 2, Sea of Thieves e outras ótimas experiências".

A Platinum Games também divulgou uma nota oficial, em que lamenta o cancelamento do título e promete trabalhar duro nos projetos futuros. Leia o texto completo:

Sentimos informar que a Microsoft anunciou o cancelamento de Scalebound. Ficamos desapontados com isso, principalmente por saber que muitos fãs estavam tão ansiosos quanto nós pelo jogo.

Vamos nos esforçar para continuar entregando games de qualidade para vocês, como NieR: Automata, Granblue Fantasy Project Re:Link e Lost Order. Seguimos trabalhando duro para corresponder às suas expectativas e esperamos continuar a receber o seu suporte. 

 

Na rede social

Além dos comunicados oficiais, Phil Spencer, chefe da divisão de Xbox da Microsoft, respondeu a um fã o seguinte no Twitter: "Sim, começar novos (projetos) é crítico. Vou pensar mais sobre quando devemos mostrar coisas novas, este é um bom aprendizado para mim". 

Ele ainda postou: "Doeu para mim também e peço desculpas à comunidade. Quero que tudo que nós começarmos termine de forma excelente, tomar riscos, criar diversidade".

O que indica que a Microsoft deve começar a esperar mais antes de tornar seus projetos públicos e nutrir a expectativa dos gamers, como fez ao apresentar Scalebound em eventos como a feira E3. Basta ver que, só no ano passado, a dona do Xbox também cancelou os games Project Spark e Fable Legends e fechou o estúdio Lionhead.

 

Mas qual o motivo?

O diretor Hideki Kamiya tentou suavizar os rumores de 
desentendimentos. (Foto: Kevork Djansezian/Getty Images)

A Microsoft não revelou o porquê de ter interrompido o desenvolvimento de Scalebound e, para surpresa de muita gente, retirou todos os vídeos referentes ao game do YouTube.

Mas, segundo o site Eurogamer, diversos membros importantes da equipe por trás do jogo foram forçados a tirar um tempo para descansar. Isso por conta de toda a pressão que havia em torno do projeto e do trabalho pesado. De acordo com a página, ainda existiam vários problemas em relação à engine do game. Sem falar dos prazos vencidos. 

Fontes do Eurogamer também comentaram que o relacionamento entre a Microsoft e a Platinum Games não era dos melhores há algum tempo e que tudo piorou no segundo semestre de 2016. 

E isso, de certa forma, não é de se estranhar. Afinal, há um bom tempo já circulavam boatos de que o jogo, que foi anunciado durante a E3 2014 e tinha direção de Hideki Kamiya (o mesmo de Bayonetta e Devil May Cry), passava por problemas no seu desenvolvimento.

Para tentar contornar os rumores de que iria tirar um período de descanso, para se recuperar dos conflitos entre a Microsoft e a Platinum Games, Kamiya disparou no Twitter: "Tirar um tempo de folga para minha saúde mental? Eu!? Sem chance".


>> Confira imagens de Scalebound:


ver galeria
1/7
Veja Mais