Incêndio atinge apartamento em prédio na Avenida Afonso Pena, em Santos

No imóvel estavam quatro crianças, que foram resgatadas quando o fogo começou

17/01/2017 - 10:40 - Atualizado em 17/01/2017 - 17:11

Incêndio atingiu um apartamento na Avenida Afonso Pena, em Santos (Foto: Arminda Augusto/A Tribuna)

Quatro crianças e um cachorro foram resgatados de um apartamento em chamas no Bairro Aparecida, em Santos, na manhã desta terça-feira (17). O incidente mobilizou populares e equipes do Corpo de Bombeiros e da Polícia Militar. Uma investigação vai determinar as causas do incêndio.  

Silva resgatou as crianças: ''Pensei na
minha filha''. (Foto: Arminda Augusto)

Por volta das 10h30, as chamas podiam ser vistas na lateral do edifício, localizado na Avenida Afonso Pena. Moradores de prédios próximos e vizinhos saíram do local às pressas e acionaram as equipes de resgate. Policiais militares foram os primeiros as chegar ao local e isolaram a área. 

No entanto, foi o eletricista Jorge Araújo da Silva, com a ajuda de populares, quem resgatou as crianças do apartamento, localizado no segundo andar.

"Eu passava pela avenida quando vi o fogo. Eu pensei na minha filha pequena, quando soube das crianças presas no apartamento", contou. 

Fogo destruiu área de serviço e banheiro do apartamento (Imagens: Arminda Augusto/A Tribuna)

Silva conseguiu uma escada alta e foi com ela que conseguiu retirar as crianças do imóvel, uma a uma. Enquanto elas retiradas pelo eletricista por uma das janelas, outras pessoas estavam na base da escada ajudando a segurá-las. Todas foram resgatadas bem e não feriram.

Com a chegada dos bombeiros, o fogo foi controlado. A cadela de estimação da família foi a única que permaneceu no imóvel durante o incêndio. O animal foi resgatado pelos soldados e levado às pressas até uma clínica veterinária localizada nas proximidades, com alguns ferimentos.

"Os bombeiros trouxeram o cachorro e nós o medicamos. Apenas as patas estavam com queimaduras, mas ele estava intoxicado pela fumaça", explicou o veterinário Eduardo Filetti. 

Ainda de acordo com Filetti, após algumas horas de oxigênio e soro, por volta das 16h30, a cadela apresentava melhora no estado de saúde. "A previsão é de que o animal fique pelo menos mais três dias em observação na clínica".

Veterinário monitora o estado de saúde do cachorro resgatado (Foto: Divulgação/Clínica Filetti)

Dois caminhões autobomba do Corpo de Bombeiros e uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) fizeram o atendimento à ocorrência. Em poucos minutos, o fogo, que destruiu totalmente a área de serviço e o banheiro do apartamento, foi extinto.

Incêndio mobilizou equipes da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros (Foto: Arminda Augusto/A Tribuna)

Veja Mais