Em reencontro, Robinho não quebra jejum e brinca com recepção hostil

Atacante fez boa partida na Vila Belmiro, apesar dos xingamentos que ouviu durante o jogo

04/11/2017 - 19:53 - Atualizado em 04/11/2017 - 20:03

Robinho lamentou sequência de bolas na trave que o Galo acertou diante do Peixe (Foto: Alexsander Ferraz/AT)

Robinho até teve uma boa atuação na derrota do Atlético-MG por 3 a 1 para o Santos, na Vila Belmiro, neste sábado (4), mas ainda sim manteve o tabu de nunca ter nem vencido e sequer marcado um gol contra seu ex-time. 

Apesar da recepção hostil no estádio que o consagrou, o camisa 7 do Galo não se intimidou. Deu assistência, driblou, chutou bola na trave, mas não deu. Ao final da partida, Robinho reagiu com bom humor às provocações da torcida do Peixe.

"Faz parte. Eles me amam tanto que é assim. O amor e o ódio estão sempre muito próximos", disse o atacante, na saída do gramado.

Quanto a partida do Atlético-MG diante dos santistas, Robinho não viu sua equipe muito inferior na derrota. De acordo com o camisa 7, os mineiros tiveram a infelicidade de acertarem algumas bolas na trave e nas mãos de Vanderlei.

"A gente jogou bem no segundo tempo, mas infelizmente algumas bolas nossas bateram na trave e as deles entraram. Agora é levantar a cabeça e tentar vencer os próximos jogos", explicou.

Veja Mais