EDIÇÃO DIGITAL

Segunda-feira

19 de Novembro de 2018

Naufrágio de barco em meio a tempestade mata três pessoas em Itanhaém

O acidente ocorreu na noite de sábado durante o vendaval que atingiu a Baixada Santista

Um acidente com um barco que virou no Rio Itanhaém com 12 pessoas a bordo, sendo dez turistas e dois tripulantes, causou pelo menos três mortes na noite desse sábado (3). A tragédia aconteceu durante a forte ventania que causou diversos transtornos na Baixada Santista.

De propriedade da empresa Serenautica, a embarcação fazia um passeio em direção à Ilha da Queimada Grande. Ao verem a piora nas condições do mar, no entanto, os turistas pediram ao piloto para que voltasse à marina.

Porém, no retorno, com a ventania e o mar agitado, o barco bateu em rochas e virou.

Das 12 pessoas a bordo, oito conseguiram se salvar. Duas foram resgatadas por membros da Guarda Civil Municipal (GCM) de Itanhaém que passavam pelo local no momento do acidente.

Elas foram encaminhadas para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA), onde foram socorridas. Uma delas, um homem com cerca de 60 anos, porém, morreu após sofrer uma parada cardiorrespiratória, ainda na noite de sábado. O estado de saúde da outra vítima ainda não foi confirmado.

Outros dois passageiros permaneceram desaparecidos por algumas horas. Os corpos das vítimas foram encontrados por equipes de resgate, um deles por volta de 1h deste domingo (4) na praia do Suarão e outro às 6h no Jardim Suarão.

De acordo com a assessoria de imprensa da Prefeitura de Itanhaém, os corpos das vítimas serão encaminhados para o Instituto Médico Legal (IML) de Praia Grande.

Procurada por A Tribuna On-line, a Capitania dos Portos do Estado de São Paulo informou que enviou equipes a Itanhaém para auxiliar nas buscas e que abrirá inquérito para apurar as circunstâncias do acidente.

A Reportagem entrou duas vezes em contato por telefone com a Serenautica, mas não conseguiu ser atendida pelo responsável.

Segundo em um mês e meio

O acidente ocorrido neste sábado é o segundo ocorrido em menos de dois meses com essas características.

Em 16 de setembro, um homem morreu e outros sete ficaram feridos após um barco de turismo de pesca virar com 15 pessoas a bordo.

Eles foram pescar na região da Ilha da Queimada Grande, quando, na volta, o mar agitado fez com que a embarcação virasse, jogando tripulantes e turistas ao mar.