EDIÇÃO DIGITAL

Domingo

18 de Novembro de 2018

Guarujá registra R$ 100 milhões em débitos de IPTU neste ano

Prefeitura iniciou medidas para combater falta de pagamento e descarta novo Refis

A Prefeitura de Guarujá registrou, nos últimos 10 meses, cerca de R$ 100,7 milhões em inadimplência de Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU). O valor não arrecadado representa praticamente um quarto do total lançado de janeiro a outubro, que foi de R$ 401,2 milhões.

De acordo com a prefeitura, a zona leste da cidade, que contempla os bairros Enseada, Pernambuco, Perequê, até a balsa de Bertioga, é a que mais preocupa pela inadimplência. Além do adensamento populacional, a área também tem uma grande concentração de casas de veraneio. 

Ao todo, de R$ 199,9 milhões lançados para essa região de janeiro a outubro, só R$ 55,3 milhões não foram pagos – ou seja, metade de toda a dívida geral da Cidade no período.

Para reverter o quadro, a administração municipal iniciou uma série de providências contras os devedores, como o envio de cartas amigáveis aos contribuintes devedores, informando-os sobre as providências que podem ser tomadas caso a situação persista. 

Até agora, já foram encaminhadas 32.461 correspondências até a primeira quinzena de outubro. Outra atitude foi a contratação de uma empresa que viabilizará aos servidores a instrumentalização necessária para a higienização do cadastro e depuração da Dívida Ativa do Município que, hoje, alcança mais de R$ 5 bilhões.

Os trabalhos tiveram início este mês. Caso não surta efeito, a administração deverá adotar medidas administrativas e judiciais, chegando até à última instância, com o leilão dos imóveis inadimplentes, de modo a garantir o pagamento dos débitos.